Sexo

Ter uma vida sexual ativa é excelente para a saúde e traz benefícios fisiológicos, psicológicos e até estéticos, tanto para homens quanto para mulheres. O objetivo desse centro é mostrar como fazer para aumentar o seu vigor e tornar sua vida sexual mais ativa. Além disso, vamos explorar as causas da disfunção sexual e como fazer para combatê-las.

Sintomas da disfunção erétil:

  • Perda do desejo sexual (libido).
  • Ejaculação precoce.
  • Incapacidade de atingir o orgasmo.

Como melhorar o seu vigor sexual:

  • Parar de fumar é uma excelente forma de aumentar o seu vigor sexual, pois o cigarro causa disfunção erétil.
  • Perder peso é essencial para quem quer aumentar o vigor sexual. Além dos problemas físicos que causam dificuldades para uma pessoa acima do peso ter relações sexuais, pesquisas indicam que o excesso de peso pode inclusive causar a perda da libido. Ao perder peso, você ganhará maior vigor físico, o que ajudará a melhorar o seu desempenho sexual. Além disso, você aumentará a sua auto-estima, pois a perda de peso dará um novo ânimo e aumentará sua libido (desejo sexual). Você ficará com um visual mais atraente e isso ajudará muito a melhorar sua auto-confiança.
  • Respirar fundo é essencial para relaxar o corpo, oxigenar o seu sangue e combater o estresse. Fatores que ajudam bastante para melhorar o seu desempenho sexual.

Alguns fatores que podem atrapalhar a vida sexual e como fazer para combatê-los:

- Disfunção Erétil: É a incapacidade do homem de ter ereção suficiente para ter uma relação sexual. Isso pode ocorrer persistentemente, porém na metade dos homens que já experimentaram esse tipo de disfunção, isso ocorre apenas ocasionalmente. A disfunção erétil pode ter causas físicas, psicológicas ou ser causada por algum tipo de medicação. Apesar de alguns médicos discordarem, a maioria dos pesquisadores e doutores sobre o assunto acreditam que os fatores físicos são responsáveis pela maioria dos casos de disfunção erétil.

- Ansiedade: Se você é uma pessoa muito ansiosa, isso pode prejudicar sua vida sexual. A ansiedade se caracteriza pelo excesso de preocupação em relação a rotina diária. As pessoas ansiosas ficam preocupadas o tempo todo e não conseguem se concentrar e dar atenção ao parceiro (a). Assim, a melhor coisa a fazer é não levar para casa as preocupações do dia-a-dia. Isso ajudará você a manter-se relaxado na hora da relação sexual, fazendo com que sua vida sexual tenha uma grande melhora.

- Estresse: Muitos motivos podem ser os causadores de estresse. O estresse pode ser determinante para atrapalhar a sua vida sexual, pois leva a pessoa a se sentir tensa, exausta e irritada. Você acaba levando para casa os problemas externos em relação a trabalho, trânsito, fila de banco, entre outros. Os seus problemas acabam afetando o seu parceiro(a). O fato de você descontar sua raiva e seus problemas no seu parceiro(a) pode gerar a sensação de que a pessoa não é amada por você. Procure relaxar e não levar para casa os problemas externos que ocorrem no cotidiano.

- Cansaço/Fraqueza: O sexo exige um grande vigor físico. Uma relação sexual pode equivaler a 15 minutos em uma esteira. A pulsação da pessoa que está estimulada sexualmente pode se elevar de 70 batimentos por minuto para 150 batimentos. O cansaço e a fraqueza podem prejudicar bastante o desempenho sexual, pois a pessoa não terá força suficiente para manter uma relação sexual. Procure descobrir quais são os motivos que estão levando você ao cansaço e procure resolvê-los para que sua vida sexual continue ativa.

- Obesidade: Pode vir a atrapalhar tanto fisicamente, quanto psicologicamente, com a perda da auto-estima e perda do desejo sexual (libido). A melhor forma de combater a obesidade e melhorar sua vida sexual é fazer refeições balanceadas e praticar atividade física, principalmente, exercícios aeróbicos.

As seguintes condições também contribuem para a disfunção erétil por diminuírem o fluxo sanguíneo do pênis:

  • Arterioesclerose
  • Diabetes
  • Hipotireoidismo
  • Esclerose múltipla
  • Bebidas alcoólicas em excesso

Benefícios de uma vida sexual ativa:

  • Melhora o humor.
  • Alivias as tensões.
  • Melhora a postura.
  • Melhora a auto-estima.
  • Faz a pessoa se sentir mais jovem.
  • Ajuda a enrijecer os músculos dos glúteos e abdômen.
  • Ajuda a melhorar o olfato (capacidade de sentir cheiro).
  • A pessoa mantém uma afetividade emocional muito maior com o parceiro.
  • Ajuda a aliviar algumas dores.
  • Ajuda a melhorar o controle da bexiga.
  • As pessoas passam a tomar atitudes mais positivas.
  • Ajuda a reduzir os riscos de doenças do coração.
  • Acalma.
  • Aperfeiçoa a aptidão física.
  • Ajuda a diminuir a incidência de depressão.

Por que o sexo faz tão bem para a saúde?

1- Depois do sexo surge a produção do hormônio prolactina (hormônio lactogênico), que faz com que a pessoa tenha uma melhora no olfato (capacidade de sentir cheiro). Depois do sexo as células do cérebro desenvolvem novos neurônios no bulbo olfatório, ou seja, capacidade de olfato.

2- Em 2001, pesquisadores da Universidade do Queens fizeram uma pesquisa direcionada à saúde cardiovascular. Uma das descobertas desta pesquisa foi que os homens que fazem sexo três ou mais vezes por semana reduziram o risco de ataques cardíacos ou derrames pela metade. Ao se deparar com esses resultados o co-autor da pesquisa, o Ph.D., Shah Ebrahim, fez uma declaração sobre o pouco caso da opinião pública quanto aos benefícios do sexo: "A relação entre a freqüência de relações sexuais e a diminuição da mortalidade é de grande interesse público."

3- O sexo é,acima de tudo, um excelente exercício físico e está relacionado à perda de peso, bem-estar físico e boa forma em geral. O sexo demanda um grande vigor físico e pode equivaler a até 15 minutos de corrida em uma esteira. A pulsação da pessoa que está estimulada sexualmente pode se elevar de 70 batimentos por minuto para 150 batimentos por minuto, o que pode ser considerada uma excelente atividade aeróbica (cardiorespiratória). Esse esforço equivale ao de um atleta que dá o máximo de si em um treinamento ou competição. As contrações musculares durante a relação sexual trabalham a pélvis, as coxas, os glúteos, os braços, o pescoço e o tórax. O sexo ajuda a aumentar a produção de testosterona, que ajuda a fortalecer ossos e músculos.

4- Imediatamente após o orgasmo, os níveis do hormônio ocitocina aumentam em até 5 vezes. Isso libera endorfina, uma substância natural produzida pelo cérebro em resposta à atividade física, que visa o relaxamento, a prevenção da dor e que proporciona um enorme prazer. Nas mulheres, o sexo estimula a produção de estrogênio, que ajuda a aliviar dores durante a síndrome pré-menstrual.

5- Segundo dados da Wilkes University da Pensilvânia, indivíduos que têm relação sexual uma ou duas vezes por semana demonstraram ter um nível 30% maior de um anticorpo chamado imunoglobulina A, conhecido por fortalecer o sistema imunológico.

6- Durante a relação sexual trabalham-se os mesmos músculos dos exercícios de Kegel, que ajudam a trabalhar e a melhorar o controle da bexiga. Exercícios Kegel é o nome de um tipo de exercício físico que foi criado pelo Dr. Arnold Kegel, e que tem como finalidade fortalecer o músculo pubococcígeo. Este exercício consiste na contração e descontração deste músculo. Os exercícios de Kegel são tidos como um bom meio para tratar o prolapso vaginal e prevenir o prolapso uterino nas mulheres. Pode ser também benéfico no tratamento da incontinência urinária, tanto nos homens como nas mulheres. Toda vez que você obstrui o fluxo da urina, está praticando exercício de Kegel.

NOTA: Este centro foi desenvolvido pelos especialistas do CorpoPerfeito e está protegido pelas leis de direitos autorais. Sua reprodução é proibida. O texto acima tem caráter informativo e não tem a intenção de substituir uma orientação médica ou de um profissional de saúde.

Produtos Relacionados: