Má digestão/Azia/ Flatulência(Gases)

(Informações e Dicas)

Má digestão, ou indigestão, refere-se a problemas gastrointestinais que incluem dor no estômago, azia, flatulência, arrotos e sensação de inchaço. O desconforto na região abdominal geralmente é acompanhado de náusea e mal estar, podendo provocar vômitos.

A indigestão pode ser causada por uma doença no trato digestivo como úlcera ou refluxo gastroesofágico, mas, em geral, para a maioria das pessoas é o resultado de comer demais, muito rápido, ingerir alimentos gordurosos ou alimentar-se durante situações estressantes. Fumar, beber muito álcool, usar medicamentos que irritam o estômago ou estar muito cansado podem causar má digestão ou piorá-la.

Em relação à flatulência é importante ter em mente que é normal o organismo produzir gases. No entanto, às vezes pode haver períodos em que sentimos uma maior produção de gases e isso pode provocar desconforto e situações embaraçosas, podendo afetar a vida social. Em geral, isso pode ocorrer por: comer rápido demais, não mastigar direito os alimentos e/ou comer determinados alimentos que produzem mais gases. O cheiro ruim que os gases podem adquirir se deve a ação de bactérias presentes no cólon. Essas bactérias intestinais produzem gases a partir de alimentos não digeridos.

Centenas de bactérias diferentes vivem no intestino grosso. A maioria delas não provoca nenhum mal. De fato, elas até são benéficas para a digestão. No entanto, as bactérias contam com carboidratos e açúcares para se alimentarem. No processo de quebra desses nutrientes elas geram gases como hidrogênio, dióxido de carbono e metano. Em condições normais os gases são reabsorvidos e não causam flatulência. Mas determinados alimentos ou uma maior quantidade de alguns alimentos pode provocar flatulência excessiva.

Dicas de Alimentação e Estilo de Vida:

  • Evite comer rápido demais ou não mastigar adequadamente para evitar má digestão, azia e gases.
  • Evite os alimentos e situações que possam causar indigestão. Ter um diário para anotar quando sente a má digestão (ou a maior produção de gases) e o que comeu pode ser uma boa estratégia para identificar os alimentos que fazer mal a você.
  • Fumantes podem resolver ou melhorar seus problemas de indigestão se pararem de fumar ou, pelo menos, se não fumarem antes da refeição.
  • Evite se exercitar de estômago cheio, pois isso pode causar indigestão.
  • Evite beber líquidos que causam gases como refrigerantes e cerveja. Se beber, coloque no copo primeiro para que o gás "saia" um pouco.
  • Se estiver introduzindo mais fibras na sua dieta, faça isso de forma gradual para evitar a produção de gases.
  • O estresse é um fator que contribui para a má digestão.

Substâncias que podem ajudar:

Alcachofra: As folhas de alcachofra contêm vários princípios ativos. A ação colerética (estimulação da bile) já foi bastante estudada e documentada. O extrato de alcachofra é muito usado na Europa para casos de indigestão, particularmente logo após uma refeição rica em gordura.

Carvão Vegetal: Carvão vegetal é obtido a partir da carbonização incompleta de certas madeiras. É absorvente, o que significa que ele tem a capacidade de se ligar a outras substâncias, como gases e substâncias químicas. Estudos demonstraram que o carvão vegetal é eficaz contra o excesso de gases, flatulência. Ele não apenas diminui a flatulência como se liga às substâncias que causam o odor e, dessa forma, combate o problema do mau cheiro. O carvão vegetal é ingerido logo após as refeições. Pesquisas mostraram que o uso prolongado não causa problemas. No entanto, é importante tomar cuidado para não ingeri-lo 2 horas antes ou 1 hora depois de alguma medicação (por exemplo, remédio, pílula anticoncepcional etc) já que ele pode absorver um pouco do medicamento no trato digestivo.

Enzimas Digestivas: Pesquisas mostram que enzimas digestivas podem ajudar nos casos de indigestão e má absorção de nutrientes. Elas são usadas para diminuir a sensação de "saciação" após uma refeição, reduzir o inchaço e os gases.

Boldo: Boldo é uma planta original do Chile e muito cultivada na região mediterrânea da Europa. Já é usada há décadas contra a má digestão. O boldo contém diversos tipos de constituintes primários, incluindo óleos voláteis, flavonóides e alcalóides. Cientistas acreditam que o alcalóide Boldine é o principal responsável pelas ações coleréticas (estimulação da bile) e diuréticas da planta.

Lactobacilos: Probióticos (bactérias amigas) como os lactobacilos restabelecem o equilíbrio da flora intestinal, inibem o crescimento de bactérias prejudiciais e ajudam a promover uma boa digestão. Pessoas com uma flora intestinal rica em bactérias benéficas estão mais preparadas para lutar contra o crescimento de bactérias prejudiciais. Lactobacilos são muito usados para ajudar a reduzir a flatulência (gases). Além de restaurar o equilíbrio das bactérias no trato digestivo, eles impedem a multiplicação de bactérias produtoras de gases. Segundo a ANVISA “Os lactobacilos (probióticos) contribuem para o equilíbrio da flora intestinal. Seu consumo deve estar associado a uma alimentação equilibrada e hábitos de vida saudáveis”. Os seguintes lactobacilos tem essa propriedade comprovada: "Lactobacillus acidophilus, Lactobacillus casei shirota, Lactobacillus casei variedade rhamnosus, Lactobacillus casei variedade defensis, Lactobacillus paracasei, Lactococcus lactis, Bifidobacterium bifidum, Bifidobacterium animallis (incluindo a subespécie B. lactis), Bifidobacterium longum, Enterococcus faecium."

Carqueja: A carqueja é uma erva original da floresta amazônica que vem sendo usada há décadas contra a má digestão. Profissionais da medicina alternativa estudam cada vez mais os poderes desta erva.

NOTA: Este centro foi desenvolvido pelos especialistas do CorpoPerfeito e está protegido pelas leis de direitos autorais. Sua reprodução é proibida.O texto acima tem caráter informativo e não tem a intenção de substituir uma orientação médica ou de um profissional de saúde.

Produtos Relacionados: