HOME > ARTIGOS

O aumento do número de lesões no futebol


  Envie esta página a um amigo
 

Por que está aumentando tanto o número de lesões graves nos atletas de futebol?

Ultimamente, não passa uma semana sem que tenhamos um caso de lesão grave no futebol profissional. Quando a incidência sobe aos níveis que temos observado, torna-se necessária uma análise mais crítica do problema e uma discussão com posições mais corajosas sendo assumidas.

Os motivos a serem considerados como prováveis fatores determinantes certamente são vários. Entre estes podemos tentar destacar:

1 - O terrível "carrinho"
Grande parte das lesões, principalmente a grave lesão do ligamento cruzado anterior do joelho, a qual afasta o jogador de atividade por no mínimo 6 meses, tem no carrinho e na entrada por trás seus principais fatores determinantes. O carrinho é um tremendo perigo para o jogador. Apesar de ser uma jogada até certo ponto coibida, na nossa opinião, em respeito à integridade dos nossos craques, ele deveria ser absolutamente extinto do futebol. Não importa se o carrinho é frontal, lateral ou por trás. O risco de lesão grave é sempre presente. Se abolirmos o carrinho, temos certeza que o número de lesões será reduzido de forma dramática.

2 - O vigor físico maior dos atletas
O fato de a preparação física ter evoluído provoca uma consequência inevitável: se o campo tem as mesmas dimensões e os atletas correm cada vez mais, logicamente o número de choques aumenta. Os espaços úteis são diminuídos e o risco de lesões aumenta. Na medida em que "sobra" energia para os atletas, as entradas vão sendo cada vez mais rudes e violentas. Nesse sentido, o rigor do árbitro teria que aumentar de forma proporcional, o que infelizmente não acontece.

3 - A pressão da torcida
Um dos fatores que sem dúvida também contribui para o aumento da violência e do número de lesões é uma "contaminação" do atleta a partir de atitudes violentas e agressivas da torcida. Determinadas facções de torcidas organizadas parecem estar sempre cobrando dos atletas um empenho maior em termos de exigência física. Essa cobrança acaba por se transferir para um comportamento violento por parte de alguns atletas. Muitas vezes uma entrada violenta chega a ser aplaudida, gerando um clima que se aproxima mais de uma guerra do que de um esporte.

4 - O excesso de jogos
É claro que também o excesso de jogos aumenta a incidência de lesões. Talvez não diretamente nas lesões provocadas por trauma. Seu efeito, por incrível que pareça, se manifesta muito mais por desequilibrar emocionalmente o atleta, que fica privado do convívio social, do que por torná-lo mais vulnerável à lesões. O atleta que não pode ter uma vida sexual normal será um atleta mais violento.

Os motivos do aumento de lesões não param por aí. Poderíamos até continuar a levantar outros fatores determinantes. Mais importante do que isso é efetivamente fazer alguma coisa, tomar atitudes.

Se a violência continuar a aumentar nós vamos acabar com o talento, que é o valor maior do futebol.




Prof. Dr. Turíbio Leite de Barros Neto


Voltar
     

Corpo Perfeito nas mídias

YouTube

Blog

Facebook