HOME > ARTIGOS

O teste ergométrico


  Envie esta página a um amigo
 
Untitled Document

O que é o teste ergométrico, e quais são as suas indicações?

Com o grande crescimento da prática de atividades físicas, principalmente nas academias, o exame ou teste ergométrico passou a ser uma solicitação quase obrigatória para quem inicia um programa de exercícios. Sua importância está diretamente relacionada à possibilidade de, através desse teste, liberar um indivíduo para a prática de exercícios com um grau de segurança muito maior no que diz respeito a eventuais problemas cardiovasculares.

Tecnicamente, o exame constitui-se em submeter o indivíduo à um esforço físico graduado, seja na bicicleta ergométrica ou na esteira rolante, e durante o esforço registrar o eletrocardiograma, medir a pressão arterial, e sobretudo acompanhar todas as manifestações clínicas que possam indicar qualquer tipo de limitação decorrente de um eventual problema.

O importante é que esse exame deve obrigatoriamente ser realizado por um médico, com a especialização adequada para interpretar corretamente qualquer sinal de anormalidade.

Como o teste deve levar o indivíduo a um esforço físico máximo, ele deve também ser realizado em instituição devidamente equipada para atender a qualquer intercorrência que eventualmente possa acontecer. Quando realizado com profissionais e equipamentos adequados, o teste ergométrico constitui-se no exame não invasivo de maior valor preditivo de problemas do coração e da circulação.

Quando um indivíduo é portador de uma obstrução de artérias coronárias, problema causador do maior número de eventos de morte súbita por infarto do miocárdio, o teste ergométrico pode detectar precocemente sua ocorrência e permitir a intervenção preventiva.

Entretanto, o que se deve alertar é quanto à realização de um exame muitas vezes aplicado nas academias, que erradamente é chamado de teste ergométrico. Esse teste é muitas vezes aplicado por um profissional não médico e consta simplesmente em submeter o indivíduo a um esforço físico na bicicleta ou esteira, e medir seus batimentos cardíacos e pressão arterial. Esse procedimento não pode ser chamdado de teste ergométrico e terá um valor clínico quase insignificante. Não se pode liberar um indivíduo para praticar exercícios somente com esse procedimento. Como esse exame geralmente é cobrado do indivíduo como se fosse um teste ergométrico, essa situação caracteriza quase uma fraude!

Tenha cuidado ao escolher uma academia. Exija ser atendido por um médico para sua própria segurança. Este é um direito assegurado ao frequentador de academias pela própria legislação pertinente.




Prof. Dr. Turibio Leite de Barros Neto


Voltar